Archive for the 'Colher de chá' Category

Hulk

O Pedro gostava imenso de se transformar em Hulk sempre que bebia chá de menta. Ficava verde, poderoso, despenteado e com umas calças roxas. Os rapazes da turma temiam-no e as miúdas adoravam a sua faceta selvagem.

O Hulk gostava imenso de se transformar em Pedro sempre que bebia chá de tília. Ficava cor-de-rosa, magricelas, penteado e com óculos. Os rapazes da turma aproveitavam para lhe tentar bater, mas as miúdas protegiam-no e adoravam a sua faceta intelectual.

Menina muito sorridente

A Rita gostava da vida, porque sim.

“Paz e amor” eram o seu lema,

Nada para ela era um problema,

E a sua alegria não tinha fim.

A índia Amélia

Amélia, a Indiazinha, acordou bem disposta. Estava um dia lindo de sol, era fim de semana e ia poder passar o dia a correr nos campos com os amigos, e a fazer a sua actividade favorita: ler as histórias que as nuvens tinham para lhe contar. Jogaram à apanhada, às escondidas, à Wii e depois do almoço, deitaram-se todos na relva verde e fresca, e começaram as suas leituras. A primeira história que as nuvens lhes contaram começava assim: “Amália, a Indiazinha, acordou bem disposta.”

Joana, a acrobata

Quando era pequena a Joana foi ao circo e ficou maluca com as acrobacias. Assim, acordava com os pés atrás do pescoço, ia para a escola a fazer o pino, entrava na sala de aula com um mortal, almoçava a fazer flexões e via televisão a fazer a ponte. Uns anos mais tarde foi a outro circo e ficou maluca com os palhaços. A partir daí, continuou a fazer acrobacias, mas começou também a fazer macacadas e a dizer piadas a toda a hora. Mas o pior de tudo quando foi ao circo pela terceira vez e ficou maluca com os leões. Comeu os vasos lá de casa, um sofá e o vizinho da frente e todos os dias rugia furiosamente ao pobre do carteiro.

Pirata cruel

O pirata Jorge sonhava em ser um pirata a sério e, como tal, desejava ser muito mau. Queria que toda a gente se assustasse quando ouvisse o seu nome; que todas as crianças fugissem quando o soubessem na redondeza; que todos os tubarões se refugiassem no fundo do mar quando sentissem o seu cheiro nauseabundo. Infelizmente, tinha mesmo um bom coração, era amigo de toda a gente e ajudava os mais necessitados, pelo que ninguém tinha medo dele. Nem mesmo os tubarões, que adoravam o seu cheirinho, dado que tomava banho todos os dias e lavava os dentes de manhã e ao deitar, durante dois minutos. Duro ser um pirata, não?